sábado, 9 de julho de 2011

NUNCA DESISTA

Porque muitos desistem?
Porque tendemos em fazer o mal?
Porque preferimos gostar do que amar?
Trocamos o que é eterno pelo passageiro?
As coisas prontas do que o prazer de fazê-las?

Ofendemos com facilidade e negligenciamos o perdão?
Perdemos a paciência com tudo,
pensando que o mundo tem que girar ao nosso redor?
Acusamos, julgamos, mentimos, negamos, ferimos....

Deixamos raízes de mágoas crescerem em nosso coração,
como plantas venenosas que contaminam todo o jardim.
Como peste que se propaga,
são as palavras mal ditas que saem de nossos lábios,
e assim, muitas vezes como laranja podre, contaminamos
o outro com a lepra da maldade, fermento que leveda a massa.

Nossa língua é um instrumento que pode fazer reviver
a alma doente,
como pode fazer adocecer a alma de outro ser vivente.

Quem foi que disse que é fácil plantar?
cultivar a terra? esperar o tempo da colheita?
Só o homem que cuida da terra dia e noite, pode
nos dizer quão difícil é sua obra debaixo do sol.

Assim é o amor. Quem é que disse que é fácil amar?
Quem é que pode dizer que o conhece por inteiro?
Quem o busca, encontrará pedras no caminho.
Mas jamais deve disistir de encontrá-lo.

Nunca desista de amar. Amar requer renúncia.
Nos expõe a situações de humilhação,
Ainda que somos  ofendidos, não nos defendemos,
pois o amor te faz calar,
e ao outro o faz enxergar que o amor é o caminho
que conduz aos tesouros escondidos do coração,
e para encontrá-los é preciso garimpar por algum tempo
ou talvez anos, pra fazer brilhar
o diamante que há lá.
Nunca desista de amar.

Ouvindo um testemunho de uma atleta, fiquei admirada com tamanha garra e determinação. A mulher perdeu seu marido, ele foi assassinado, e alguns anos depois o seu único filho também fora assassinado. Eu não consigo imaginar como ficou em pedaços a alma desta mulher.

E sabe como ela se superou? Ajudando outras pessoas, se tornando a personal trainer de jovens mulheres, idosas e alguns homens também, trazendo bem estar e saúde para estas pessoas, ela mesma conseguiu curar as feridas do seu coração, preenchendo o vazio e a perda, amando aqueles pessoas, como ela mesma diz:"Hoje eles são minha família".

E como Yeshua disse: quem é a minha família? senão todo aquele que aceita as palavras da verdade, do Reino de Deus. Palavras estas que nos faz refletir em o quanto precisamos mudar nossas atitudes diante da vida, e nos esforçar no caminho do amor, no caminho do bem.

Nunca desista de encontrar os tesouros preciosos que existem dentro de você e do outro que está ao seu lado. E podemos começar com a cordialidade, resgatando o cavalheirismo, as boas ações, o ser o primeiro a doar e o último a receber. Não esperar o reconhecimento, mas reconhecer o outro, presenteá-lo e amá-lo.
Nunca desista de você, pois o amor está a te esperar.

2 comentários:

Missionária Bella Dourado disse...

Desistir??
Recuar talvez para recuperar as forças ou traçar nova estratégia, mas desistir não até porque não sou lutadora, rs,rs,rs eu sou uma Vencedora graças a Deus!

Bjs querida amei o post e a ilustração me encheu de ânimo para as atividades fisicas.

Telma Moreira de Carvalho disse...

Oi Bella,é isso aí! mas vc q pensa q não é uma lutadora, na verdade vc está na maior batalha e na linha de frente minha irmã. E sobre a atividade física, vai em frente faz muito bem a nossa saude. Obrigada!

Related Posts with Thumbnails